A culpa e o uso de substâncias prejudiciais

Algumas pessoas que usam substâncias prejudiciais para si são movidas por uma culpa que jaz escondida dentro do seu Inconsciente, que vem de alguma encarnação passada, e que faz com que elas adotem uma postura de vida autodestrutiva, sem saberem porque estão fazendo isso. É como uma angústia, um desconforto, que faz com que a pessoa sinta permanentemente algo dentro de si que a impede de ser feliz, de ter sucesso, seja na vida pessoal, na vida profissional, e até a sua vida espiritual é permeada de altos e baixos, de incertezas entre a sua capacidade e uma espécie de medo de soltar seu poder e, quando o faz, isso lhe faz mal, lhe traz uma sensação estranha, desagradável.
A culpa que vem de uma vida passada é decorrente de alguma coisa que fizemos lá no passado para uma outra pessoa ou para muitas pessoas. Certas pessoas têm uma grande força, um poder, que todos vêm e elas também, mas que não conseguem admitir isso, sentem-se culpadas quando assumem um lugar de destaque, uma posição, quando são elogiadas, quando são admiradas, apresentam uma falsa modéstia, olham para baixo, disfarçam, fingem humildade mas lá no fundo sabem que são orgulhosas, vaidosas, enfim, é uma espécie de martírio entre duas forças: o Ego puxando para cima e o Inconsciente para baixo.

Geralmente o Inconsciente vence e uma das maneiras desse nosso subterrâneo vencer a luz do dia é o uso de cigarro, de bebidas alcoólicas e outras drogas, como uma tentativa de amortecer a angústia, aliviar o desconforto, acalmar a inquietude interna, que geralmente vem de séculos atrás. É o caso de pessoas que apresentam o que chamamos de “Repressão do próprio poder”, que elas dizem ser timidez, introversão, mas é um medo de soltar o seu poder e fazerem, novamente, o que fizeram de errado em outra encarnação.

Uma possível solução para uma pessoa movida por culpa, e ajudá-la a libertar-se do vício em substâncias, é através de algumas sessões de regressão, que chamamos sessões de Telão aqui na Terra, acessar as encarnações passadas onde errou, recordar o que aconteceu, e libertar-se dessa ressonância que até hoje ainda está lhe influenciando negativamente. Muitas pessoas usuárias de substâncias e que sofrem desse tipo de culpa, podem assim libertar-se do vício.

Outro tipo de culpa que vem do passado é o que vem de situações em que a pessoa não fez o que deveria ter feito, não agiu como deveria ter agido, não ajudou alguém, não salvou alguém, cometeu um ato de traição, enfim, uma atitude que na época lhe pareceu a mais certa ou conveniente ou que acreditava não poderia fazer diferente, mas que ficou dentro do seu Inconsciente e até hoje ainda lhe traz angústia, inquietude, culpa, e o uso de substâncias tem nisso a sua origem. A Regressão Terapêutica pode ajudar a resolver essa situação, se os Mentores entenderem que está na hora disso acabar, que ela já pode livrar-se disso. Não precisamos mais esperar ver o Telão lá no Mundo Espiritual após nosso desencarne, podemos vê-lo aqui na Terra, num processo comandado pelos nossos Mentores Espirituais, essa é a Regressão que a Psicoterapia Reencarnacionista utiliza para ajudar quem vem tratar-se conosco.

As pessoas que trazem culpa dentro do seu Inconsciente tendem a culpar-se de tudo, se fazem, se não fazem, deveriam ter feito, não deveriam ter feito, e até culpam-se por atos cometidos por outras pessoas, quer estejam próximas, quer nem conheçam, como atos bárbaros cometidos por assassinos em outras cidades ou países, por ditadores, por terroristas etc. São reflexos do que fizeram em outras épocas e ressona dentro delas de uma maneira muito forte e inexplicável. Tudo o que for forte e inexplicável vem de outra época e pode ser entendido e resolvido com a Regressão, mas desde que ela seja comandada pelos Seres Espirituais, para não infringir a cosmo-ética e a Lei do Esquecimento.

Outro aspecto que deve ser levado em consideração em pessoas usuárias de substâncias e que sofrem de culpa, é a possível presença de Espíritos obsessores ao seu lado, buscando vingança de sofrimentos provocados por elas no passado, e que estão ali influenciando seu pensamento, perturbando a sua vida, incentivando-os a fumar, a beber, a usar outras drogas. Dificilmente uma pessoa usuária de drogas que esteja obsediada conseguirá libertar-se do uso se não realizar um tratamento espiritual em um Centro Espírita ou Espiritualista, de preferência gratuito ou que cobre um valor nada mais do que razoável para seus procedimentos, mas não de milhares de reais, isso é comércio com o sofrimento alheio.

Na verdade, a culpa que muitos de nós traz dentro do seu Inconsciente, de encarnações passadas, é decorrente de uma postura própria diante de algo que aconteceu há tempos atrás, ou durante a vida em que a situação ocorreu ou após seu desencarne lá, quando ficou na Terra remoído pela culpa ou foi para o Umbral levado por ela ou mesmo lá em cima, no Mundo Espiritual, quando a culpa leva um tempo para esmaecer-se e desaparecer. Após a cessação desse sentimento, a culpa fica guardada nos recônditos do nosso Espírito e assim que descemos novamente para a Terra, quando reencarnados, ela vai retornando, fazendo-se presente, mas ao contrário da época anterior, quando sabíamos porque e de quê sentimos culpa, a partir dessa próxima encarnação,e La jaz escondida mas fazendo-se sentir, sempre presente, às vezes mais, às vezes menos intensa, mas se ela for muito forte, pode fazer com que uma pessoa sinta necessidade de fumar, de beber ou usar as chamadas drogas para acalmar-se, para sentir um alívio, ou para punir-se sem nem saber que está fazendo isso, pois é uma força inconsciente. Através da recordação do seu passado (Regressão), essa pessoa pode acessar a situação original, recordar o que fez (ou não fez), lembrar aquela vida passada, o seu final, a sua subida para o Plano Astral, até libertar-se da culpa por meio dessa técnica (desligamento).

Muitos casos de tristeza, de timidez, de isolamento, de fracasso na vida pessoal ou profissional, são provocados por culpas advindas do Inconsciente e as terapias tradicionais, até a infância, são muito limitadas para resolver esses casos de séculos atrás. O Dr. Freud teve a genialidade de perceber a força imensa que vem de dentro do nosso Inconsciente mas faltou ao Mestre vienense libertar-se da concepção religiosa de que Reencarnação não existe. Se tivesse ele aberto a sua mente para a filosofia oriental, para os antigos filósofos ocidentais, para o trabalho do seu contemporâneo Allan Kardec, teria expandido ainda mais a sua genialidade e hoje em dia a Psicologia e a Psiquiatria lidariam com a Reencarnação, podendo auxiliar ainda mais as pessoas que necessitam de uma terapia mais abrangente, mais ampla do que a limitação a essa vida apenas.

A continuação do trabalho do Dr. Freud é a Terapia de Regressão e a Psicoterapia Reencarnacionista é a mais moderna Escola de Psicologia existente em nosso planeta, pois veio fazer a fusão da Psicologia com a Reencarnação. As pessoas que sofrem de uma culpa inconsciente vieram promover uma Reforma Íntima nesse sentido, mas como fazer isso sem abrir o baú de recordações e acessar seu passado centenário ou milenar? E sem desligar-se definitivamente de lá?

Culpar-se e destruir-se por causa dela não adianta nada, mas as pessoas que fazem isso, devido a culpas que trazem de outras encarnações, não sabem que estão se destruindo por essa culpa, apenas sentem que tem de destruir-se, e muitas vezes o fazem. Quando morrem e voltam para Casa, no Mundo Espiritual, descobrem que fizeram isso consigo desnecessariamente, mas aí só na próxima encarnação. Assistir o Telão aqui na Terra que é a Regressão Terapêutica da Psicoterapia Reencarnacionista, pode poupar tudo isso e fazer essas pessoas mudarem sua postura e decidirem evoluir ao invés de destruírem-se, crescer ao invés de apequenar-se, ajudar seus irmãos ao invés de viverem apenas para si e sua autodestruição.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s